BLOG – GO.ON

Redução de custos: 5 dicas para tornar a tecnologia uma aliada no controle de gastos

Redução de custos: 5 dicas para tornar a tecnologia uma aliada no controle de gastos

Este é o último artigo da série ‘Redução de custos: driblando a crise com inteligência competitiva’ que publicamos aqui no blog nas últimas semanas. Nele trataremos de como a tecnologia pode ser uma grande aliada nos esforços de redução de custos.

Se você ainda não leu os outros posts, aqui estão eles. Veja as dicas que preparamos para cortar gastos nos diversos departamentos da sua empresa:

A TI como aliada na redução de custos

A consultoria IDC afirma que até o final de 2016, as empresas da América Latina devem investir cerca de 139 bilhões de dólares em soluções e serviços tecnológicos da chamada Era da Transformação Digital (computação em nuvem, mobilidade, big data etc.). Cerca de 45% desse montante deve ser movimentado no Brasil.

Isso mostra o quanto as empresas da região, apesar da crise que a maior parte dos países está vivendo, estão antenadas com o poder da tecnologia para alavancar resultados.

O que cada vez mais gestores de empresas têm percebido é que a TI também é uma excelente aliada em seus esforços de redução de custos. As melhorias nos processos, com integração e segurança da informação e automatização, geralmente se convertem em mais produtividade, qualidade e poder de decisão, com o ganho de maior tempo hábil.

Contudo, é claro, a tecnologia precisa ser utilizada de forma inteligente, focada em ser mais que um apoio. É preciso que a TI esteja totalmente alinhada com os objetivos de negócio e que os recursos sejam utilizados de uma forma inteligente e estratégica.

5 dicas para fazer da TI um agente de redução de custos

Veja nossas dicas de como usar a tecnologia para redução de custos na sua empresa:

1. Priorize sistemas e apps que realmente tragam resultados

Como o acesso às ferramentas de tecnologia está cada vez mais fácil e barato, é preciso saber priorizar as soluções que realmente importam. Isso é feito quando há integração entre os objetivos de negócios e a TI, mas também quando as áreas são envolvidas no processo de desenvolvimento ou aquisição.

É preciso haver parceria entre o departamento de TI e os gestores das demais áreas na hora de iniciar um projeto de adoção ou criação de softwares e aplicativos. Os requisitos (técnicos e de negócio) devem ser levantados em detalhes e a qualidade das soluções priorizada.

2. Sistematize processos

Os processos e atividades do dia a dia operacional devem ser sistematizados. Por meio da automatização, é possível criar sequências lógicas de trabalho que elevem a produtividade e diminuam erros e retrabalhos.

Quanto mais amparada tecnologicamente a operação estiver, mais as pessoas serão produtivas e menos desperdícios de tempo de de recursos acontecerão. Sem contar que os gestores podem medir melhor os resultados e tomar decisões mais assertivas, com base em dados reais e facilmente localizáveis.

3. Use a tecnologia para melhorar a comunicação

Se pensarmos no montante de dinheiro que as empresas gastam com telefonia, podemos facilmente comprovar que a utilização de soluções que melhorem a comunicação entre departamentos e filiais de forma digitalizada reduz custos.

Assim, é aconselhável investir em intranet, portais corporativos, soluções de videoconferência etc. para tornar a comunicação mais instantânea e barata. Isso, inclusive pode melhorar a colaboratividade entre equipes e profissionais remotos.

4. Utilize uma solução de gestão integrada (ERP)

Um bom software de ERP também é fundamental para o controle de custos de uma empresa. Isso porque ele centraliza toda a operação, integra os departamentos e melhora a segurança da informação.

5. Use a mobilidade para ampliar os limites da operação

Empresas que têm equipes em campo (vendedores externos, executivos que viajam etc.) também devem aproveitar as soluções mobile para dar mais mobilidade aos seus profissionais. Assim, as quatro paredes do escritório não são o limite de uma operação e quem vai a campo pode agilizar o fechamento de negócios, o atendimento ao cliente etc.

As soluções on.tasks (sistema para ordens de serviço e gestão de equipes externas) e on.delivery (gestão de entregas), por exemplo, são excelentes para trazer mais eficiência e controles de tarefas externas, além de otimizar processos. São as mais acessíveis do mercado e são amplamente aderentes a todos os tipos de empresa.

O que você achou destas dicas? Sua empresa já tem uma estratégia de utilização da tecnologia para redução de gastos? Deixe seu comentário!